Simulo o prazer para os meus namorados

fingir orgasmo.jpg

  Aqui fica mais um pedido de ajuda de uma leitora do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)



“Olá, tenho 29 anos e até hoje nunca tive prazer sexual. Não sou realizada sexualmente, pois nunca tive prazer com a penetração e nunca cheguei ao orgasmo, iniciei a minha vida sexual com 15 anos e sempre me masturbei sozinha e continuo a fazê-lo, é a única forma de sentir algo de bom. Sinto-me triste e péssima como mulher. Não é culpa do meu namorado, pois antes dele, tive outros namorados e nunca aconteceu nada de bom também. Eu e o meu namorado fazemos sexo de varias maneiras, varias posições, brincamos de dominação e submissão, ou seja, sem tabus e não acontece nada para mim. Excito-me, sinto vontade e desejo sexual mas não me consigo realizar sexualmente.

Tenho passado estes anos todos a simular prazer para os meus namorados e para o atual. Ele pensa que para mim é tão bom como para ele. Eu sempre lhe disse que sentia muito prazer, pois tenho vergonha de dizer o contrario e agora passados tantos anos também já não consigo dizer-lhe pois ele agora não ia entender e nem ia perdoar eu ter mentido.

Por favor ajude-me , dê-me alguma esperança de poder sentir alguma coisa boa com a penetração...Eu só sinto prazer e consigo atingir o orgasmo com a minha própria mão e só no clítoris, pois se penetrar com o meu dedo ou consolo, também não sinto nada.

Obrigada desde já”



A NOSSA RESPOSTA


Cara leitora existem vários motivos que levam alguém a não querer dizer ao parceiro que não teve orgasmo. A falta de diálogo e intimidade para se dizer livremente “foi bom, mas não tive orgasmo” é uma delas. Querer agradar o parceiro ou medo de o perder, também são motivos frequentes para que muitas mulheres simulem o orgasmo. Nestas situações, o melhor caminho é dizer a verdade e não sentir que o orgasmo é uma obrigação, pois é possível ter muito prazer sem que este ocorra.

Ao simular o orgasmo está a criar um cenário ilusório e empobrecido na vossa sexualidade. Esse fingimento transmite uma falsa mensagem de que o que aconteceu foi suficiente para atingir o clímax sexual. Desta forma, o seu namorado fica erroneamente a pensar que lhe proporciona prazer e, assim, tenderá a repetir o mesmo padrão sexual.

Evite focar-se na obtenção de orgasmo como o objetivo dos vossos encontros sexuais. Quanto mais pressionada se sentir para ter orgasmo mais difícil será para si, que tal ocorra, pois vai estar essencialmente focada nesse aspeto descurando o momento de prazer e partilha com o seu namorado. Uma vez que a leitora consegue ter prazer, quando está sozinha, é sinal que sabe o tipo de estimulação que a excita mais, procure adotar esse tipo de toque aos momentos em que está com o seu namorado e, aos poucos, vá dizendo como ele pode fazer para que consiga ser ele a dar-lhe prazer!

Não se pressione a ter orgasmo apenas pela penetração. Tenha em conta que mais de 70% das mulheres só conseguem ter orgasmo através da estimulação direta do clítoris.

Não esqueça que independentemente da forma como tem prazer sexual “o órgão de prazer mais importante não é a vagina ou o clítoris, é o cérebro!”

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221
 


QUAL A SUA OPINIÃO? 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
AJUDE OS OUTROS COM A SUA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA DE VIDA, OU PARTILHE TAMBÉM EXPERIÊNCIAS SEMELHANTES
A SUA AJUDA PODE SER FUNDAMENTAL...
OBRIGADO!

Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com
Enviar um comentário